Páginas

terça-feira, 1 de outubro de 2013

até qualquer dia

a decisão de acabar tudo tinha demorado a chegar. andava a pensar, a pensar. já em tempos tomara a decisão, tinha ido para a frente com aquilo e tinha sido eficaz, pensava. até deixar de o ser. em jogo estavam os amigos, a família, as pontes que os uniam. e tão rápido como acabava, recomeçava. passavam-se meses de muito tempo juntos e de confidências. tempos e confidências que não se enquadravam ali. mas agora, com a maturação da decisão, foi firme e eficaz (esperando não deixar de o ser). acabou. cancelou o facebook definitivamente até voltar a ver ali uma utilidade que não lhe tirasse tanto tempo e que não a ligasse às pessoas que lhe não são nada de físico, apenas virtual.

a verdade é que os parabéns caíram para 1/15 e que tenho que ligar para saber desta ou daquela. a verdade é que soube que a outra vai casar, semanas depois de todo um mundo. a verdade é que às vezes tenho saudades e que gostava da ideia de pôr aquela nossa fotografia e mostrar ao mundo caras de férias radiantes.

e a verdade é que o tempo duplicou, triplicou até. e a verdade é que sei de quem quero e como quero, com um news feed que passou a chamar-se ligas-me?. e que já não há interrupções laborais com a desculpa de descansar a cabeça - acabava sempre mais cansada e não há nada que ligar à pessoa certa não resolva. sempre me pareceu que há uma grande solidão por parte de quem passa a vida no facebook e eu corria o risco de me tornar essa pessoa. a verdade é crua e a minha é esta.

2 comentários:

Rosarinho MB disse...

QUE SUSTO ao ler a primeira parte do post. ainda bem que foi só o facebook que foi à vida e que o resto continua muito bem!!! eheheh!!!

eu também já pouco vou ao facebook, sabes? chego a ir só uma vez por mês!!
beijinhos

Firanghi disse...

Ru, que bom saber-te por aqui!